ENGENHARIA

Projeto CECom: Uma extensão da UVA às comunidades

A ideia de um mundo sem eletricidade é inconcebível. A sociedade atual é tão dependente das fontes de energia que possui, que abrir mão de qualquer uma delas é impensável. Sempre se procura novas formas de explorar algo novo e reverter de alguma forma para a sociedade. Foi com isso que os Professores de Engenharia Erick Delvizio e José Aguiar, da Universidade Veiga de Almeida, resolveram iniciar o Projeto Casa Eficiente Comunitária (CECom).

O Projeto se baseia em criar protótipos de aproveitamento de energias térmicas de baixo custo para serem usados em casas comunitárias, aumentando, assim, sua eficiência energética. “Este projeto teve início quando percebemos que muitos dos projetos de iniciação científica, bem como monografias científicas, tinham uma mesma linha de pesquisa escolhida pelos próprios alunos orientados, ou seja, a aplicação de tecnologia de baixo custo em comunidades carentes”, disse o Prof. Erick.

Os moradores destas localidades não possuem recursos financeiros próprios para investirem na melhoria de suas próprias instalações. Sendo assim, questões relacionadas às necessidades básicas, que dependem de energia elétrica, tais como: conservação de alimentos, iluminação apropriada para leitura noturna, higienização de utensílios usados para recém-nascidos, entre outros, são muitas vezes desconsiderados.

A falta de informação resulta diretamente em desperdício de energia elétrica, o que fornece uma piora do quadro já precário de estrutura dessas comunidades, os quais podem ser minimizados com a utilização de projetos de utilização da energia termossolar. “Tendo em vista que muitos protótipos produzidos nos

projetos poderiam ser realizados dentro das próprias Comunidades Carentes, entendemos que poderíamos formar um vínculo maior com a sociedade”, contou Erick Delvizio.

Para o aluno do 9° período de Engenharia Elétrica e um dos titulares do PIC CECom, Pedro Henrique Gonçalves, o papel do engenheiro não é ser um físico ou matemático teórico que busca apenas a otimização à qualquer custo “o trabalho do engenheiro é tornar uma solução executável. Sendo assim, todo projeto criado deve rigorosamente se utilizar apenas de peças ou objetos baratos ou reutilizados garantindo o baixo custo de reprodução e tornando real sua utilização em comunidades carentes”.

Como projeto Piloto, primeiramente, foi escolhida uma Creche, localizada em Caxambu, uma Comunidade Carente de Petrópolis, a qual se encontra em uma segunda fase de adequação dos protótipos ao clima da cidade. Este projeto Piloto foi apresentado no Dia da Responsabilidade Social da UVA, no segundo semestre de 2016, o qual obteve reconhecimento não só dos alunos e professores da universidade, como também contribuiu na aquisição do Selo de Instituição Socialmente Responsável, concedido pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES).

De acordo com o Professor Erick Delvizio, outra instituição que também será beneficiada, encontra-se bem próxima a UVA Tijuca. “Os alunos voluntários da universidade estão iniciando seus trabalhos neste ano, e temos expectativa de que, até o próximo semestre, teremos os primeiros protótipos instalados na Escola Estadual Bárbara Ottoni. Também pretendemos angariar novos colaboradores, que podem ser tanto alunos, como professores interessados no tema”.

Os protótipos do Projeto CECom, atualmente, são construídos nos laboratórios da Engenharia Elétrica que possuem ferramentas adequadas às necessidades atuais, principalmente o laboratório de Fontes Renováveis e o FABLAB do Campus Tijuca.

Laboratório de Comunicação Interna, Jonathan Assumpção, 7º período do curso de Jornalismo, Universidade Veiga de Almeida, campus Tijuca.

O Curso de Engenharia Civil promove a IV Semana de Engenharia Civil

Com o intuito de agregar conhecimento aos futuros engenheiros e demais profissionais da área para o mercado de trabalho, do dia 14 a 18 de maio, acontece a IV Semana de Engenharia Civil na Universidade Veiga de Almeida, campus Tijuca. A programação do evento tem o objetivo de ampliar e reunir os conhecimentos dos estudantes sobre Engenharia Civil, além de atribuir oportunidades do mercado aos alunos da UVA.

Buscando temas que possam abranger todo o setor civil, tanto na parte de projetos e planejamento, quanto a compactação de solo e estruturas, os estudantes terão a oportunidade de conhecer de perto, através de minicursos e oficinas, maquinários e ferramentas que estão inclusos no estudo.

Para aluna Ana Carolina Tavares, 10º período de Engenharia Civil e uma das organizadoras do evento, é imprescindível para o aluno conhecer a utilidade de cada área quando iniciar no mercado. “É importante para o futuro engenheiro ter uma noção de como funciona cada setor, principalmente as ferramentas que ele vai utilizar futuramente, pois faz parte do conhecimento profissional dele no dia a dia.”

Luan Ribeiro, 10º período de Engenharia Civíl e também responsável pela organização, acredita que aperfeiçoar-se profissionalmente e aprender na prática é muito importante. “Você abre o campo de visão do aluno, pois na faculdade só se aprende uma parcela do que é o mercado de trabalho. Então, você chega lá e não sabe em quantas coisas que podemos trabalhar. E o evento é importante para ele entender o que está estudando e poder aplicar em várias formas no campo”.

O evento conta com a participação da Comissão de Estudantes de Engenharia Civil (CEEC) e é uma ótima oportunidade para os estudantes vivenciarem novas experiências. Lembrando que todos os participantes deverão se inscrever para participar das atividades. Ficou interessado? Não perca essa chance! Toda a programação valerá horas de AC.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para mais informações, confira diretamente no link do evento https://www.facebook.com/events/1754390391287623/permalink/1781858855207443/

Laboratório de Comunicação Interna, Thamires Faria, 7º período, Curso de Jornalismo, Universidade Veiga de Almeida